Friday, August 31, 2007

Farol de Santa Marta


Se tem um lugar mágico na terra, aliás acredito que tenha muitos, é o farol de Santa Marta, na ilha em Santa Catarina que faz parte do município de Laguna, uma cidade que conheço muito bem, dentre outras do litoral catarinense.


Eu sempre fui uma daquelas pessoas que oscilaram entre o oriente e o ocidente, a direita e a esquerda, a mundanidade e a espiritualidade, hotel ***** o amor e uma cabana, as ondulações suaves da areia da praia nas dunas, as intempéries da montanha, e outras dubialidades na vida.

Se tive dinheiro não queria aparentar ter, se não tive tudo que eu queria era ter, o lado materialista-consumista se degladeia constantemente na minha vida, como se eu nunca tivesse paz, eu e meus dilemas de luxo.

Pelo menos não sou monótona pra mim mesma, dizem que através da dúvida chegamos a Deus criador, que eu não acredito, mas se não acredito é porque o nego, então ele existe, sei lá.

Mas foi no farol de Santa Marta que passei aventuras incríveis de contato com o nada, fora da civilizaçao, quando na praia de santa Marta passei um inverno com meu namorado que não era só um surfista, mas uma surfista da verdade, o homem mais inteligente que eu conheci em toda a face da terra, uma pessoa apaixonante que todos se apaixonavam, homens, mulheres. De matemático a enfermeiro, me dava aulas de química, história e qualquer encontro com ele, não é um mero encontro casual, sempre aprendo muito. Ano passado vivendo em Passo Fundo - uma cidade no interior do Rio Grande do Sul (4 horas de carro de Porto Alegre), ele me confessou sua paixão diante da personalidade de George Ivanovitch Gurdjieff. Sai de lá morrendo de curiosidade sobre a vida do cara, e quando cheguei em Porto Alegre, achei um livro que ele me falara "Encontros com homens notáveis", consegui lê-lo no conforto do meu trailler as margens do rio Ourthe, onde ficava o camping International, onde fiquei 8 dias com meus dois filhos e meu namorado P.


P. já conhecia as Ardennes - região que compreende uma parte da Bélgica, Alemanha, Luxemburgo e França. E quando se tira férias com crianças, temos que ir pra lugares onde as crianças se sintam a vontade, com várias atividades pra fazer e principalmente em contato com a natureza e situações diversas, diferentes da rotina do dia a dia, e meu filho principalmente é uma criança que demonstra muito interesse no mundo animal, mineral e vegetal, colecionas fósseis, pedras e aprendeu a fazer fogo, o que um dia descobri seus lençóis, cobertos de manchas pretas, e uma parte da cama também.


O lugar era ideal, a paz que eu procurava pra ler, meditar, se bem que no primeiro dia relutei um pouco com as "facilidades do lugar". Usar toillete's coletivos, lavar a louça em outro lugar levando uma baciazinha tosca, uma esponjinha, escovinha e detergente, ui...boa notícia, os banheiros eram limpíssimos, a água era quente pra lavar louça, e o vai e vem era engraçado, porque sempre me encontrava com uma lagartixa que morava perto das plantas na escada onde se situava a recepção, lunchroom, WC's e lugares p/ lavar louça, buscar água.

Ainda falarei sobre minhas férias nesse lugar numa outra ocasião, porque visitei muitos lugares interessantes, e fiz muita coisas inimagináveis...mas confesso que foi uma de minhas melhores viagens em família.


Porisso que relembrei o Farol de Santa Marta, no estado de Santa Catarina no Brasil, lá só existia na praia de Santa Marta, somente uma árvore, tomar banho era difícil, mas tinha muitas ondas, e eu como namorada de surfista, me contentava humildemente em contemplar o pôr-do-sol, comer camarão, tomar banho de canequinha, ou sei lá como era...porque fazem muitos anos atrás, o amor enchia nossas barrigas mais do que o camarão, a beleza solitária do lugar no inverno era completamente adversa ao verão e pessoas a procura de aventura confortável, sendo que poucos sabia sobre os "sambaquis"(cemitérios indígenas) datados de 4.500 anos do lugar, na época pré-colonização européia. Nunca mais voltei naquele patrimônio arqueológico, estou ocupada agora, em descobrir outros, me preparar pra minha viagem ao Egito com meu filho, mas antes disso me preparar pra rotina que começa na segunda feira.


De volta às aulas.

No comments: