Thursday, February 26, 2009

Eu quero é...



Sempre gostei dessa música. Agora que o carnaval deles acabaram...começa o meu.

Sunday, February 15, 2009

Hammam e amizade


Hoje fui pela segunda vez num Hammam com a minha amiga Ade, aliás foi ela que me introduziu nessa maravilha.
Graças a ela, os meus dias são bem mais festivos e completos nos últimos anos, fora ter uma amiga diariamente por perto, que era tudo que eu queria na Europa pra ser mais feliz, uma amiga, que eu não ficasse só no telefone, e que não falasse só em crianças, problemas, mas que falasse também sobre crianças, problemas, moda, shopping, espiritualidade, amores e desamores, viagens, projetos, e divagação em geral, alguém diferente de mim, mas parecida.
Assim é a Ade na minha vida, me lembra muito minha amiga Joyce (que coincidentemente os pais nasceram na Indonésia), uma pessoa que só acrescenta, e que nunca é chata, e também tem a intimidade de me mandar calar a boca, ou falar mais baixo com toda a delicadeza do mundo.
Normalmente o jeito das pessoas me criticarem me magoam, me irritam, etc.

Ela sempre inventa alguma coisa legal pra fazer, tanto com as crianças (ela também tem dois filhos), como sozinha...digamos ela sempre me coloca na "parada". Na sexta feira fizemos um tour nos bares e discos de Leiden, até acabarmos aqui em casa, junto com a Tuti (Frutti) amiga dela que morava na Austrália, mas agora está aqui na Holanda também.

Meu Valentine's day não foi lá um dia que quero relembrar, isso que nem tava ai pra essa data.

O Hammam fica em Haia (Den Haag)onde mora a rainha Beatrix, e onde tem os ministros, e bla bla bla, e eu achei que gostava, mas só gosto de algumas coisas por lá, prefiro Leiden.
De trem alguns minutinhos daqui onde moro é fácil ir pra Den Haag.
Muitos anos atrás eu assisti um filme em São Paulo sobre um Hammam masculino, senão me engano em Istanbul com uma temática sobre homossexualismo masculino, tabu na Turquia e no mundo muçulmano.

O hammam foi introduzido na Europa pelo Império Otomano(atual Turquia e arredores), mas é tipicamente de países Islâmicos. Um lugar onde os homens vão se banhar e usar a sauna a vapor, bater papo, fazer massagem, e cuidar do corpo, e as mulheres em separado, fazer a mesma coisa, crianças também são bem-vindas, dependendo de horários.

Ir ao a um Hammam sozinho pode ser meio chato, porque são camadas de sabão, body botter (que vem num potinho e parece uma pomada) e antes de entrar na sauna você esfrega o corpo inteiro, uma certa ajuda, e companhia faz o ritual ser mais rico.
Quando se vai ao Hammam se leva, havaianas ou tipo, toalha de banho, cremes, máscaras e luvas de esfoliação, e uma vasilha de plástico para se jogar água no corpo...aliás o tempo todo fica se jogando água, e passando trecaina na pele, e tirando, uma delícia...a pele fica um veludo depois.
Há também os serviços oferecidos, massagem nas costas, no corpo todo, esfoliação.

Normalmente antes de se passar a máscara no rosto (uma delas) você seca bem...e fica num lugar que nem uma lagartixa tomando sol...sem sol, pensando na vida, batendo papo ou até fazendo amizades, uma lage redonda bem quente...está na foto do site.

Depois se começa novamente o ritual, tira a máscara...passa mais esfoliante no corpo fazendo uma massagem digamos nas costas, porisso que ir sozinha ao Hammam não é lá muito aconselhável, mas claro que também pode. Mas o lado bom é que as meninas são super fofas e ganhei várias esfregadas na costas, e algumas massagens parciais, e há muito tempo que mulher não toca o meu corpo, do jeito que minha mãe fazia.
E fora que o ambiente, por ser só de mulheres e a maioria estrangeiras, é um ambiente bem animado, a mulherada de top less, os diferentes tipos de corpos, umas magras, outras gordas, baixas, altas, novas, velhas...mas não há como dizer que apesar de todas as diferenças e tipos mesmo as pessoas "feias" digamos com padrão estético convencional, são bonitas, todos os corpos ficam bonitos, sempre tem algo no corpo de uma pessoa que é bonito, se umas tem muito ou pouco peito, a perna é bonita, outra se a bunda ou o culote é feio, tem os peitos, ou a barriga, se outra tem um barrigão, o peito é bonito, o cabelo, ou rosto...enfim.
Muito legal, diferente garanto de um SPA normal, porque o Hammam é um ritual espiritual também, uma ode ao corpo, a água, fluir.

Depois de algumas horas quando tudo está tão limpo, as células mortas completamente descidas pelo ralo abaixo, e a água e mais água jorrando que nem cachoeira, se tomou o banho de doucha final...se vai pro vestiário nos locks, passar mais creme no rosto, secar o cabelo, e no restaurante há delícias pra petiscar e aquele chá maravilhoso doce que é o chá marroquinho.

Saímos de lá e fomos dar a um restaurante no chinatown um tal de Kee Lun Palace na rua Wagenstraat, e como as meninas são asiáticas, deixei a cargo delas o pedido no restaurante chinês, muito bom, regado a muito chá.

- Uma sopinha sui ka tong de entrada
- ba hua tupijaun (camarão com tofu na massa folhada)
- uns legumes com um molho bom ralo, não sei qual era o molho, mas era espinafre e vagens os legumes, sempre feito de maneira diferente que a gente faz, ou pelo menos que eu faço.
- e franguinhos minúsculos assados e depois fritos, bem picante com ervas

Depois do restaurante voltamos pra casa, mas como mulher não resiste demos uma passada antes na Bijenkorf (a loja de departamento mais completa e chique da Holanda), mas foi na Zara que todo mundo saiu com uma sacolinha, mas bem que tinha umas coisinhas inúteis de design com 50%, e uma luva de verniz vermelha que eu me encantei.

Para quem como eu, tinha passado um Valentine's day bem baixo astral, o hammam foi bem revigorante, principalmente na companhia de Ade e das amigas dela, todas as 3 nasceram na Indonésia.

Hoje vou dormir como uma rosa e sonhar com uma noite quente de verão me banhando ao luar em uma praia em Bali.

Saturday, February 14, 2009



"Words are very unnecessary, they can only do harm"...

Valentine's day 2009


Whenever I'm alone with you
You make me feel like I am home again
Whenever I'm alone with you
You make me feel like I am whole again
Whenever I'm alone with you
You make me feel like I am young again
Whenever I'm alone with you
You make me feel like I am fun again

However far away I will always love you
However long I stay I will always love you
Whatever words I say I will always love you
I will always love you

Whenever I'm alone with you
You make me feel like I am free again
Whenever I'm alone with you
You make me feel like I am clean again

However far away I will always love you
However long I stay I will always love you
Whatever words I say I will always love you
I will always love you

The Cure - Love song


_________BebeteBe____________BebeteBeb
______BebeteBebeteBe_______BebeteBebeteBebe
____BebeteBebeteBebeteB___BebeteBebeteBebeteB
___BebeteBebeteBebeteBebeteBebeteBe_______Bebe
__BebeteBebeteBebeteBebeteBebeteBe_________Bebe
_BebeteBebeteBebeteBebeteBebeteBebete_______Bebe
_BebeteBebeteBebeteBebeteBebeteBebeteBebe______B
BebeteBebeteBebeteBebeteBebeteBebeteBebeteBe__Beb
BebeteBebeteBebeteBebeteBebeteBebeteBebeteBebet_B
BebeteBebeteBebeteBebeteBebeteBebeteBebeteBebeteB
_BebeteBebeteBebeteBebeteBebeteBebeteBebeteBebet
__BebeteBebeteBebeteBebeteBebeteBebeteBebeteBeb
____BebeteBebeteBebeteBebeteBebeteBebeteBebete
______BebeteBebeteBebeteBebeteBebeteBebeteB
_________BebeteBebeteBebeteBebeteBebeteB
____________BebeteBebeteBebeteBebeteB
______________BebeteBebeteBebeteBe
_________________BebeteBebeteB
___________________BebeteBeb
_____________________Bebete
______________________Bebe
_______________________Be

Wednesday, February 4, 2009


Depois de amanhã, uma grande amiga estará completando 50 anos, a metade de um século.
Não me atrevi a mandar um cartão de "Sarah" pra ela.
Aqui na Holanda quando uma mulher completa 50 anos, é chamada de Sarah. E um homem é chamado de Abraão, figuras bíblicas do antigo testamento.
Sarah concebeu um filho aos 50, milagre de Deus...hmmmm, sei.
Como diz meu amigo KK, uma onomatopéia sempre pega bem...coisas de bíblia, de milagre.

Sim, não mandei um cartão de Sarah, e olha que há muita variedade no mercado, até uns bem engraçados.
Mas só saber que a mulher de Balzac é a mulher de trinta, velha. Penso que a mulher de 50, hoje em dia, é bem diferente da Sarah, e mais jovem até que a Balzaquiana, ainda bem que a expectativa de vida aumenta e assim as oportunidades e qualidade de vida, hoje até pode se escolher que tipo de vida que se quer levar quando se "envelhecer" de verdade.
Essa minha amiga, é viciada em Pilates, se alimenta bem, e o corpo e rosto dela passam muito bem obrigada, fora que é uma pessoa extremamente leve, centrada, simpática, inteligente, e muito meiga.
Só não é mais animada do que eu, porque digamos...tenho lá os meus porquês, mas me divirto muito com ela, como se fosse uma irmã que nunca tive, minha irmã é muito mais velha que eu e minha companheira pra sair pra dançar.

Eu também estarei entrando na casa dos 50 em breve, em 2010...e apesar de não esquentar a cabeça com idade, sei que o meu mundo está mudando, a minha visão das coisas, minhas prioridades, e isso veio com a idade e lógico maturidade, então só tenho que agradecer de ter chegado até aqui.
Estou bem mais devagar e minimalista. Som alto, só de vez em quando, pra essas coisas sou velha mesma, e multidão, algazarra demais, acho que foi o tempo.
E se antes reclamava do silêncio da minha rua/praça...hoje em dia dou graças a Deus.
Estou me acostumando ao silêncio, gostando do silêncio, precisando de silêncio, porque às vezes dentro da minha cabeça é muito barulho, então pra que mais?

Quando quero ver movimento, saio na rua das lojas (5 minutos a pé da minha casa) e vejo todas aquelas pessoas, de várias etnias, tipos, idades...a multidão, os rostos, corpos, pra lá e pra cá...as vozes matraqueando, aqueles holandeses molhados na chuva, eta povo forte que não teme chuva nem vento.

50, pode assustar se eu quiser ficar assustada, mas não me assusta em nada, só a minha data de nascimento vai ficando pra baixo, quando tenho que preencher formulários e afins na net. O que me assusta, ou digamos...o que me faz pensar em termos de algarismos altos é quando penso na máquina e na mudança de meu corpo.
Semana passada tive um probleminha com uma dor no ovário direito. E que diabos é isso, nunca tive dor nenhuma em ovário nenhum, mas foi melhor do que ouvir que poderia ser uma pedra nos rins...diacho, pedra em rim...era só que me faltava, quem mandou esquecer de beber 2 litros de água por dia?
Dias depois desloquei o ombro, e em cada asana de yoga sentia que ele ia sair do lugar...eu sempre peguei leve? Será que são os ossos, a cartilagem??? Falta de sol? Água no carburador, óleo?
Sim, agora percebo...é a idade, a biologia, a natureza.
O corpo envelhece, os órgãos as funções e a mulher passa quase a vida toda mudando de corpo, aliás com mudança no corpo...menstruação, ovulação, gravidez, partos, menopausa...hormônios disso e daquilo.
Sorte que minha dietista está me ensinando a acrescentar diariamente na minha dieta, coisas, hábitos que passavam batido, que mamãe dizia, mas como mamãe está muito longe, eu já tinha até esquecido.
Fibras, sim necessárias para o bom funcionamento do intestino, água, chá verde, frutas...legumes, saladas...leite, yogurte...tirar o açúcar branco, diminuir a cafeína...
Os grandes vilões são o álcool e o cigarro. Sorte, bebo pouco...azar fumo.
Mexer o corpo, sorte ando de bicicleta e faço yoga todos os dias, mas mesmo assim não é o suficiente, caminhar também é muito bom, 20 minutos, passos fortes...tenho que criar esse hábito.
Vitaminas, complementos...ventilar a casa, mesmo no frio, detox...(legal, mas ainda não chego a esse extremo), deixar de comer carne vermelha, uma manteiguinha que eu adoro, um vinho tinto...uma croissant de vez em nunca, e uma coca cola zero, nunca mais pisar no Mc Donalds?...desculpa mas eu acho que tem um limite, o meu limite, bom senso...ou simplesmente senso, porque fora a alimentação, sorrir é importante, sexo é importante, jogar conversa fora com amigos é importante, fazer o que se gosta é importante, ler é importante, sair é importante, ver filme é importante, meditar é importar, sonhar é importante...cuidar do espírito, da mente...o conjunto.
Sim a memória começa a falhar mais, o que eu ia dizer mesmo? O que eu queria nesse cômodo mesmo?Mas o que fazer, se agora o ditado é: Diz-me o que comes, que eu te direi quem és?

Segundo o Taoísmo, não é nem seu coração e nem seu cérebro os órgãos mais importantes, mas o Intestino (o grosso e o delgado)...e com um intestino livre de cigarro, álcool, carnes vermelhas...se dorme melhor, e funciona tudo melhor...e a vida fica melhor, a pele agradece, mas não esqueça da água e do chá verde.

Se me garantissem que eu não teria nenhuma doença até os 70, começaria já esse tal de detox, dieta espartana, não pelo visual, ele dá pro gasto...mas porque ficar doente, é a pior coisa do mundo, nos faz sentirmos frágeis, que nem bebês, dependentes, literalmente pesteados, nem sorriso amarelo sai, só cara amarela.
E creio, não há coisa mais chata do que falar sobre doença, idade (avançada), gente doente, mas não há como evitá-las, fora que gosta de fazer visita em hospital?

Portanto, desejo muita saúde a essa minha amiga,que ela continue sendo sempre essa pessoa equilibrada, comendo um kiwi por dia, e feliz aniversário!
Ainda bem que 50 não é o fim da linha, é só o começo de uma outra linha...ficar "jovem" pra sempre é coisa pra vampiros, e sabemos que eles não existem.
A festa continua.
Parabéns Cabeça de Queijo nova*!!!!
Gefeliciteerd met je verjaardag!!!

* Cabeça de queijo = Kaaskop (termo usado para os holandeses), visto que ela acabou de ganhar a cidadania holandesa.

Tchau querida!

Não estamos alegres, é certo, mas também por que razão haveríamos de ficar tristes? O mar da história é agitado. As ameaças e as gue...