Wednesday, February 4, 2009


Depois de amanhã, uma grande amiga estará completando 50 anos, a metade de um século.
Não me atrevi a mandar um cartão de "Sarah" pra ela.
Aqui na Holanda quando uma mulher completa 50 anos, é chamada de Sarah. E um homem é chamado de Abraão, figuras bíblicas do antigo testamento.
Sarah concebeu um filho aos 50, milagre de Deus...hmmmm, sei.
Como diz meu amigo KK, uma onomatopéia sempre pega bem...coisas de bíblia, de milagre.

Sim, não mandei um cartão de Sarah, e olha que há muita variedade no mercado, até uns bem engraçados.
Mas só saber que a mulher de Balzac é a mulher de trinta, velha. Penso que a mulher de 50, hoje em dia, é bem diferente da Sarah, e mais jovem até que a Balzaquiana, ainda bem que a expectativa de vida aumenta e assim as oportunidades e qualidade de vida, hoje até pode se escolher que tipo de vida que se quer levar quando se "envelhecer" de verdade.
Essa minha amiga, é viciada em Pilates, se alimenta bem, e o corpo e rosto dela passam muito bem obrigada, fora que é uma pessoa extremamente leve, centrada, simpática, inteligente, e muito meiga.
Só não é mais animada do que eu, porque digamos...tenho lá os meus porquês, mas me divirto muito com ela, como se fosse uma irmã que nunca tive, minha irmã é muito mais velha que eu e minha companheira pra sair pra dançar.

Eu também estarei entrando na casa dos 50 em breve, em 2010...e apesar de não esquentar a cabeça com idade, sei que o meu mundo está mudando, a minha visão das coisas, minhas prioridades, e isso veio com a idade e lógico maturidade, então só tenho que agradecer de ter chegado até aqui.
Estou bem mais devagar e minimalista. Som alto, só de vez em quando, pra essas coisas sou velha mesma, e multidão, algazarra demais, acho que foi o tempo.
E se antes reclamava do silêncio da minha rua/praça...hoje em dia dou graças a Deus.
Estou me acostumando ao silêncio, gostando do silêncio, precisando de silêncio, porque às vezes dentro da minha cabeça é muito barulho, então pra que mais?

Quando quero ver movimento, saio na rua das lojas (5 minutos a pé da minha casa) e vejo todas aquelas pessoas, de várias etnias, tipos, idades...a multidão, os rostos, corpos, pra lá e pra cá...as vozes matraqueando, aqueles holandeses molhados na chuva, eta povo forte que não teme chuva nem vento.

50, pode assustar se eu quiser ficar assustada, mas não me assusta em nada, só a minha data de nascimento vai ficando pra baixo, quando tenho que preencher formulários e afins na net. O que me assusta, ou digamos...o que me faz pensar em termos de algarismos altos é quando penso na máquina e na mudança de meu corpo.
Semana passada tive um probleminha com uma dor no ovário direito. E que diabos é isso, nunca tive dor nenhuma em ovário nenhum, mas foi melhor do que ouvir que poderia ser uma pedra nos rins...diacho, pedra em rim...era só que me faltava, quem mandou esquecer de beber 2 litros de água por dia?
Dias depois desloquei o ombro, e em cada asana de yoga sentia que ele ia sair do lugar...eu sempre peguei leve? Será que são os ossos, a cartilagem??? Falta de sol? Água no carburador, óleo?
Sim, agora percebo...é a idade, a biologia, a natureza.
O corpo envelhece, os órgãos as funções e a mulher passa quase a vida toda mudando de corpo, aliás com mudança no corpo...menstruação, ovulação, gravidez, partos, menopausa...hormônios disso e daquilo.
Sorte que minha dietista está me ensinando a acrescentar diariamente na minha dieta, coisas, hábitos que passavam batido, que mamãe dizia, mas como mamãe está muito longe, eu já tinha até esquecido.
Fibras, sim necessárias para o bom funcionamento do intestino, água, chá verde, frutas...legumes, saladas...leite, yogurte...tirar o açúcar branco, diminuir a cafeína...
Os grandes vilões são o álcool e o cigarro. Sorte, bebo pouco...azar fumo.
Mexer o corpo, sorte ando de bicicleta e faço yoga todos os dias, mas mesmo assim não é o suficiente, caminhar também é muito bom, 20 minutos, passos fortes...tenho que criar esse hábito.
Vitaminas, complementos...ventilar a casa, mesmo no frio, detox...(legal, mas ainda não chego a esse extremo), deixar de comer carne vermelha, uma manteiguinha que eu adoro, um vinho tinto...uma croissant de vez em nunca, e uma coca cola zero, nunca mais pisar no Mc Donalds?...desculpa mas eu acho que tem um limite, o meu limite, bom senso...ou simplesmente senso, porque fora a alimentação, sorrir é importante, sexo é importante, jogar conversa fora com amigos é importante, fazer o que se gosta é importante, ler é importante, sair é importante, ver filme é importante, meditar é importar, sonhar é importante...cuidar do espírito, da mente...o conjunto.
Sim a memória começa a falhar mais, o que eu ia dizer mesmo? O que eu queria nesse cômodo mesmo?Mas o que fazer, se agora o ditado é: Diz-me o que comes, que eu te direi quem és?

Segundo o Taoísmo, não é nem seu coração e nem seu cérebro os órgãos mais importantes, mas o Intestino (o grosso e o delgado)...e com um intestino livre de cigarro, álcool, carnes vermelhas...se dorme melhor, e funciona tudo melhor...e a vida fica melhor, a pele agradece, mas não esqueça da água e do chá verde.

Se me garantissem que eu não teria nenhuma doença até os 70, começaria já esse tal de detox, dieta espartana, não pelo visual, ele dá pro gasto...mas porque ficar doente, é a pior coisa do mundo, nos faz sentirmos frágeis, que nem bebês, dependentes, literalmente pesteados, nem sorriso amarelo sai, só cara amarela.
E creio, não há coisa mais chata do que falar sobre doença, idade (avançada), gente doente, mas não há como evitá-las, fora que gosta de fazer visita em hospital?

Portanto, desejo muita saúde a essa minha amiga,que ela continue sendo sempre essa pessoa equilibrada, comendo um kiwi por dia, e feliz aniversário!
Ainda bem que 50 não é o fim da linha, é só o começo de uma outra linha...ficar "jovem" pra sempre é coisa pra vampiros, e sabemos que eles não existem.
A festa continua.
Parabéns Cabeça de Queijo nova*!!!!
Gefeliciteerd met je verjaardag!!!

* Cabeça de queijo = Kaaskop (termo usado para os holandeses), visto que ela acabou de ganhar a cidadania holandesa.

2 comments:

Beth Blue said...

...ou simplesmente senso, porque fora a alimentação, sorrir é importante, sexo é importante, jogar conversa fora com amigos é importante, fazer o que se gosta é importante, ler é importante, sair é importante, ver filme é importante, meditar é importar, sonhar é importante...cuidar do espírito, da mente...o conjunto.

-----------------------------------------
Concordo plenamente, a palavra-chave provavelmente é equilíbrio...coisa difícil de se alcançar mas a gente continua tentando, um dia de cada vez (como sempre digo). E eu com a tal hérnia ando me sentindo uma velha, horrível se sentir limitado e não poder fazer (quase) nada...nessas horas a gente aprende que fundamental mesmo é ter saúde! Em março ou abril talvez tenha de operar :-0

beijos e vamos em frente...

Beth Blue said...

E vai lá responder o meme mesmo!!! Estou curiosa pra aprender mais 6 fatos aleatórios sobre você...embora você já seja um livro aberto, né ;-)