Monday, March 1, 2010

Music is music


Passeio na floresta faz tempo e seu lobo não chegou. Seu lobo é um tal de livro que queria colocar em ordem ano passado.
Mas por pura falta de disciplina, acabei não fazendo nada e nem to nem ai, Acredito naqueles coisas do MOMENTO CERTO, NA HORA CERTA. Aliás continuo todas as noites escrevendo no meu "querido diário", mas o meu querido diário não satisfaz minhas necessidades imediatas, de colocar "no papel", e ser lido...DIGAMOS, o feedback que tenho no FB (leia-se Facebook), e como sei que jamais serei imortal, pelo menos quero viver como boa MORTAL.
Ou melhor, uma das verdades é que eu escrevo demais, de graça, e com o vício no Facebook...perdi o estímulo de escrever em blog. Lá também existe NOTES, onde você tranquilamente pode escrever seu texto e dividi-los com seus "milhares" de amigos, no meu caso quase 1000, centenas então (apesar de não serem todos dominantes da língua portuguesa), rapidamente e efetivamente podem ler, se forem "tagging"...ou se o título e imagem for algo interessante desse tal de note, e no meu caso, querendo ou não, possuo ou me possuem uma coisa estranha chamada "fãs"...hahaha, eu já desconfiava, mas agora tenho certeza.

Ano passado (por que estou falando do ano passado???), foi um ano com menos turbulências na minha humilde vida, uma delas desativada em fevereiro/2009.....e outra sem querer querendo ativada, em 30 de outubro de 2009, ao vivo e a cores, assim direto de SP pra Leiden no vôo da KLM, diretão. De setembro a 30/12 estava nas nuvens por ter conhecida a pessoa mais maravilhosa e inspirante da FACE da terra. A mais inteligente, genial, bonita, interessante, atraente, envolvente, cativamente, e muitas outras palavras terminada em a,e,i, o, u...uma pessoa apesar do amor e depois do ódio, que resgatou em mim coisas absurdamentes lindas, bizarras e me transformou novamente no que eu era. Tínhamos em comum essa coisa de bater papo até a madrugada afora, de nos entendermos através da "music is music"...e tudo que se transforma e te inspira, a música como linguagem, apesar da base ser música eletrônica, mas para nós entrava tudo nesse tutti frutti.
Mas é impossível viver só de CORAZÓN e música não enche barriga, a realidade é dura, carro precisa de gasolina, gasolina custa dinheiro, e assim a humanidade se confunde.
Entre o amor e o dinheiro e a segurança.
O céu fechou, era tudo ilusão virtual...essa pessoa, não se transformou na mais idiota, estúpida, mau caráter, repelente, estressante, mau educada, arrogante, prepotente, antes disso acontecer coloquei-a num tupperware e foi pro freezer dos meus pensamentos, fechado e lacrado, congelado que nem no filme Dorminhoco do Woody Allen.
E a vida continua depois do terremoto no Haiti, no Chile, o mundo, solo sempre foi louco, injusto, quem estuda geologia sabe...e lá segui sola novamente.

Enfim, pensei...por que não voltar com esse humilde blog? Dá trabalho todas essas palavras, alguém vai lê-las. Dentre tantos blogs "de verdade" por ai.
Mas não estou me importando com isso agora...a necessidade de escrever e mostrar um fragmento já limitadíssimo do meu universo minha forma de me expressar através da escrita, é o que vale. Escrevo, como se eu mesmo gostasse de ler', sempre me surpreendo comigo mesma.
(Então resumo Bebete!!!).

E a novidade é que hoje é primeiro de março de 2010, e cá estou eu limpando a casa.
O que me inspirou? O sol lá fora numa segunda feira, depois de um domingo chuvoso, frio e sem graça lá fora??? Eu me inspirei, na língua.
No beijo de língua, na Torre de Babel, na música Babel que demorei pra achar, e na língua escrita.
Isso não posso deixar passar, coisas que perduram, um blog, um esforço maior, apesar que esses NETWORKS como Facebook, vieram pra ficar...contatos imediatos, e blablabla...

Sinto a necessidade de um espaço meu novamente.
De mostrar ao mundo, que o TSUNAMI acabou, tsunami acabou...tsunami acabou.
Agora chegou a minha vez, mais um dia de sol...arrumar a casa, aula de yoga já dada, mais duas alunas novas. Que felicidade, que felicidade.
A primavera chegou antes pra mim este ano, chegou na forma de um chaveirinho que só o meu amigo Paulo Rogério vai saber o significado.
Eu era feliz antes, porque sou feliz todos os dias, mas agora estou novamente radiante, e não é ilusão, é assim como me sinto hoje.

Um ano de muitas possibilidades, muitas possibilidades.
Laptop vermelho, TV Plasma 42", 50 anos em NYC ou Roma, namorado novo careca...ui.
Viagem romântica a minha maneira à Paris, muito amor mas muito amor mesmo.
Bye Tsunamis!

1 comment:

elaine said...

Que bom que voltaste, feliz 2010!