Friday, April 18, 2008

H2O puramente Lacroix


Tenho sede.
Sempre tenho sede, e bebo pouquíssima água.
Sou uma daquelas pessoas que sabem que água é crucial, fundamental, essencial pro bom funcionamento do corpo, faz bem pra saúde a pele, dexintoxica o organismo (detox) etcetera etcetera etc.
Aliás detox parece nome de droga, né?
Coloco sempre uns bilhetes na cozinha, "beber água" Bebete, beber água!!!!

Mas quando vejo, esqueço de ler o bilhete.
Tem dias inteiros que bebo de tudo, menos água.
Me lembro de um deserto, nunca estive, mas talvez noutra vida...um cantil seco, sem nenhuma gota, um oásis, e tudo que devo fazer aqui na "terra" é abrir a torneira, pegar o copo, e mesmo assim, fico oscilando e deixo pra depois.

Eureka!

Agora vou comprar água, como se compra coca, pepsi...cerveja, vinho...
Comecei pela água "Bar le Duc"(que nome ridículo diz meu filho).

- É nome da fonte fofo, em francês, (Bélgica ou França) wherever, tem gotas de limão, o limão lima, não o limão verde. Assim fica mais fácil de entrar guela abaixo, não fica com gosto de sonrisal ou água da "pena".

Depois de dois meses, enjoei, tento outra marca...no supermercado do dia-à-dia, não tem lá muita variedade.


E penso, quem sabe a Evian, porque a Spa do Reine também é manjada e aqui na Holanda é até sinônimo de água normal.

- O que você vai beber?

- Uma spa blauw (azul) - que é a sem gás, e a vermelha (rood=com gás), mesmo que eles te tragam uma Sourcy (outra marca), é sempre SPA.

Mas o precinho é salgado, mais salgado ainda a haute couture Christian Lacroix. Pra falar a verdade a pret-a-porter também, tem preço de vinho de 5 euros, que é razoavelmente acessível.
Pagar 5 euros numa garrafa d'água(a pret), só se for pra guardar a garrafa por toda a eternidade, até ela ficar vintage, e ser vendida no eBay.

A água da torneira aqui é boa. Brasileiro não confia, mas é boa.
O cabelo fica duro, a água é dura segundo uma química amiga. Bem tratada, super tratada, hiper tratada, tão tratada que seu corpo fica todo branco, parece talco sem talco depois do banho, e dá-lhe creme hidrante no corpo inteiro, até no inverno.

Na dúvida, bebi só água mineral na gravidez I e II, e só dava pros bebês água mineral, foram anos de água, água, água. Esse meu autruísmo ainda me mata, depois que passou a fase de bebês e amamentação, e a obrigação de mãe, esqueci de mim.

É, quando se está grávida se SECA, por dentro e por fora, o feto precisa boiar, nadar, e quando se amamenta, se seca mais ainda, e quandos os bebês começam a beber outra coisa fora o leite, tem de ser água mineral, natural.

- Confie!
Não precisa de filtro "Europa", estamos na Europa. Eles levam a saúde pública a sério, aliás na Holanda eles levam tudo a sério, sério demais.
Sorrisos e caras alegres só no verão, quando tem sol, ou em países estrangeiro.
Até eu sorrio menos, estou ficando como eles. Meda.

Qual água que você escolhe?

Haute couture, pret-a-porter?
Do filtro de cerâmica, da torneira, da fonte, bebe só coca cola? daqueles filtros que estão à venda por ai? E a dengue...cuidado no Brasil!
Chá de ervas, também é bom...e que preguiça ser disciplinada.
Bebo quando me dá na telha, no fundo eu queria ser cachaceira, mas sou fraca.


E as águas do País de Gales, aquela de garrafa azul, de restaurantes 3 estrelas Michelin, ou duas, ou uma...qual o nome mesmo? Sim, Ty Nant

Bebi por causa da garrafa, não, não pedi no cardápio.
Trabalhei há muitos anos atrás no Beukenhof como buffetmedewerker, praticamente meu único emprego na Holanda, hoje em dia é um hotel...e não me peça pra traduzir o buffetmedewerker.
Beuken é o nome de uma árvore.

Bonito o nome né?

Bebi vinho de 600 florins (uns goles mas bebi).
Paquerei uns garçons com cara de top model, vixe...o que ele fazia lá, pensava, podia estar na ponte Milão - Paris - New York, New York...mostrando aquela estrutura toda.

Comi do bom e do melhor.
Conheci uma menina judia de 20 anos, que estudava, e seus pais eram clientes do restaurante, e ela era garçonete de vez em quando, pra aprender sabe?

- Como?

Aqui jovens pegam no pesado, e não ganham carro aos 18 anos como no Brasil.

O jardim do Beuk' (assim o chamo), é lindo...aliás um sonho, maravilhoso.
O menu então...mas o estresse na cozinha, pelo amor de Deus...hoje eu entendo vendo o programa do chef Gordon "Hell's kitchen". Cabeças rolam se algo dá errado, quanto mais caro o restaurante, mais exigências no serviços.
Aguentei 10 meses (trabalhava 2 dias na semana em média, gastei tudo que ganhei em vela), todas derretidas...
Experiência e tanto e até acabar com um burn-out meu, comecei a quebrar copos e não conseguia parar, era tão fácil quebrar aqueles copos todos.

Menneer Checci me mandou pra casa. Ele era o manager, morava na Holanda há mais de 30 anos.

- Vai pra casa. (e não volte nunca mais).

Estamos de acordo, essa também era minha intenção.
Estórias e história pra contar é o que não faltam na minha relâmpago fase no Beuk'.

Quando num belo dia, me deram um Hi...(um dos muitos no início, quando só se referiam a mim em inglês).

- Hi Hittler, eu respondi, levantando a mão como os nazistas faziam para o fuher.



My God, what have I done?

padd&%^$#@!!~++mzxs#$%%^&& = pelo amor di dio

Europeu leva as guerras MUITO A SÉRIO, e quase fui parar na forca somente com olhares...
(te laat = tarde demais), descobri que JAMAIS poderia repetir o ato palhaço e impensado.
Da guerra lembrava dos "pracinhas" que morreram, em navios bombardeados pelos aliados (os americanos) e não os nazistas, do açúcar mascavo, da criação da margarina, quer o que? Cresci na ditadura.

É verdade?

Tarde demais pra perguntar pra Dona Wilma e Sr Otto, nossos vizinhos alemães.
Tarde demais pra perguntar pro pai da Alexandra Iwer - amiga de Porto Alegre - (falecido)...gente boa, a opinião de alemães sobre a guerra, o porquê da fuga pro Brasil, seriam nazistas?

- Silêncio profundo.

- Hi Hittler, nunca mais...aprendi. Drogas são toleradas, água se bebe da torneira, mas se você der uma palmada no seu filho ou puxar a orelha, é maus tratos e abuso de menores.

Bebi muitas águas no Beuk' Ty Nant (de graça).
Funcionário aqui é tratado com respeito / de igual pra igual(você sente que eles precisam de você, senão você fica "ziek"(doente) e deixa eles na mão, ai eles têm de pegar no pesado, hahahaha.
Guardei as garrafas azuis, lindas.
Combinam bem com antúrios e estrelissias, individualmente num vaso, meu lado minimalista (1%).
Mas já não as tenho mais, não combinam com o decoratual, foram todas para o glasbak(cointainer de vidros).

Mas pra falar a verdade, INVEJO as pessoas que bebem dois litros água por dia, não importa a procedência, importante é matar a sede, né?

No comments: