Thursday, October 11, 2007

Dimitri na barriga e agora


O tempo passa, o tempo voa e a poupança Bamerindus ......faliu e ninguém lembra mais disso.




E as pessoas começam a falar do tempo (climático) 80% dos casos....vai chover, tá frio, tá calor, esqueci a minha sombrinha em casa, blá blá blá...estava nas Seleções reader's digest, que devorava na juventude, aquele leitura tão americanizada.




E estou lendo um livro que não existe o Tempo, tempo, tempo tempo de Caetano Veloso, e de toda a população do planeta, esse tempo que estamos condicionados, ontem eu fui lá, amanhã vou começar a dieta, ano que vem vou parar de fumar, e assim vamos vivendo ou no passado ou no futuro, e esquecemos o presente...o AGORA, que na verdade é só o que existe, só o que existe é o agora, pro seu próprio bem, os argumentos são ótimos, mas gostaria de saber como vou fazer, porque na teoria é uma coisa(sempre mais fácil) e na prática...é que são elas.


Tempo, não existe.


Passado, não existe,


Futuro, não existe.




Tudo que existe é o AGORA, aqui....agora, e lembram do comentador do SBT de 500 anos atrás que tentava resolver casos policiais, aqui - agora.
Seria esse meu novo mantra??? A - g o - r a. Engraçado se for ver, quando estamos teclando a palavra A G O R A, é agora, mas depois que teclou ERA o agora, mai gódi...que nem diz a Helen, amiguinha.


Pois agora eu resolvi acabar o silêncio desse blog, que ficou com teias de areias, mas como o passado não existe...e o nome desse blog é por acaso, por acaso resolvi escrever por aqui.


Estamos em 2007, outubro, mês do aniversário do meu filho Dimitri, exatamente no meio do mês, quase, porque outubro tem 31 dias, dia 15 de outubro. Lá no Brasil eles falam que é o dia do professor, e eu não aguento essa estória dia disso, dia daquilo, porque fica tudo assim, as pessos só se lembram da "criança" no dia da criança, da mulher "no dia internacional da mulher", da AIDS "no dia da Aids"..., dia das mães, pais, namorados, amigos, animais, o índio vem em último lugar...ai, que falta do que fazer, já não chega cada dia ter um santo em países católicos, e na França um queijo pra cada dia do ano - pra vender mais queijo, quem aqui conhece 365 tipos de queijos franceses?


Admito que alguns são necessários, mas tem muita bobagem embolando o meio de campo.

Bom, continuando o meu filho fará 8 anos, e como sempre terá uma festinha na escola (traktatie em holandês-pronuncia-se trataci pra quem se animar a aprender holandês), você oferece algo pros colegas e professores, e a criança de lambuja vai pra casa com uma lembrança (brinquedinhos, balas, etc)...E cada ano, lá vou eu inventar um TEMA da festa de aniversário e lembrancinhas e o que as crianças (20 no total) gostam de levar pra casa, de comer, lembrar que os muçulmanos não comem porco e derivados, então esqueça os hot-cold-dogs. Normalmente o tema é criado conforme a idade e o sexo da criança e também os interesses, porque meu filho por exemplo não se interessa por futebol - o que eu até considero uma lástima por um ângulo, já que tem mãe brasileira, e o marketing já estaria criado, e a Holanda é um país bem desenvolvido nesse esporte.


Ele gosta de armas (sim), bonecos, dinossauros, robots, transformers, e todos os legos modernos, bichos, lesmas, ratos, lagartos, aranhas, tanto faz, filmes (desenho animado), Egito, o seu Nintendo DS e seus vários jogos, e muitos e muitos cartões do pockemon. Também gosta de skate, judô, natação, bicicleta - mas isso tudo faz parte da educação básica aqui na Holanda, ano que vem penso em colocá-lo no escotismo, porque adora fazer fogo, colocou um pouco de fogo na própria cama quando descobriu a caixa de fósforos.

Meu filho é muito inteligente, não falo isso porque sou mãe coruja, quem sou eu, tenho uma filha autista fofíssima, valorizo a individualidade de cada um, mas ele se sobressai na escola em matemática por exemplo, e apesar de estar no início do grupo 4, está indo muito bem em matemática e outro detalhe, gosta. Digo isso porque sempre fui razoável em matemática, a única parte que eu gostava era trigonometria, equações de primeiro e segundo grau....pelo amor de Buda, Maomé, Cristo....longe de mim, mas ele gosta de números, é curioso ao extremo, quer saber tudo, não suporta ficar sem resposta, o que me faz bem, coloco meu cérebro a funcionar mais e quando não sei explicar como gostaria recorro aos livros, enciclopédias, internet, imagens.
Os próprios amiguinhos comentam com suas mães sobre sua inteligência, e elas por hora comentam comigo, e eu digo que ele é uma criança curiosa, sociável ao extremo, sabe o que quer
Já sabe não só como os bebês nascem, e o que ocorre biológicamente no corpo da mulher, bom eu tinha comprado esse livro antes deles nascerem.

Mas não é chato, adora dar sustos, pregar peças na irmã - pra desespero dela e meu, é terrível para comida, mas adora sal, e de vez em quando fica mau humorado.

Farei uma festa pra 12 pockemons (pocket + monsters), em casa, e o tema será "cinema", o filme a ser assistido será "Spider man 3", que o Spider man tem um rival que é o Spider man vestido de preto.


Meu filho tem roupa de Spider man, game de spider man, albúm de lembrancinhas de amigos de Spider man, livro do Sm, e outros gadgets...(pulseira, carteira, cofre, etcetera etcetera), ano passado comemoramos no maior e único museu de história natural em Leiden, outro ano foi num grande play-ground fechado, no anterior um Halloween - eu vestida de bruxa, etc...

Tenho um clássico aqui em casa, toda a criança que vem brincar, come pipoca de microondas, e nesse dia, fora o bolo, velinhas, docinhos brasileiros, terá pipoca na hora do filme - e muitas pausas (intervalos), porque meninos não conseguem ficar parados por muito tempo, sorte que se fizer bom tempo, moro na frente de uma praça e eu mesma me considero o entretenimento em pessoa, esses monstrinhos fofos, sabem que sou uma "mãe" diferente...Dimitri's moeder, Dimitri's moeder - esse é o meu nome: Dimitri's muder.


Os convites já foram distribuídos, e as outras mães sempre perguntam sobre dicas de presentes, no que respondo GELD (rreld) $$$, centjes (centavos), ai ele compra o que quer = dinheiro.


Todas já estão acostumadas com isso.




E nessa vida de mãe percebo, que o tempo passa rápido sim, o tempo, existe sim quer o "Eckhart" queira ou não queira, 8 anos atrás (no passado do agora), lá estava eu com aquela barriga de últimos momentos, sem poder dormir direito, pensando, quando seria o nascimento, será que ele seria um criança saudável, e hoje em dia meu filho assiste o cult-movie Blade runner comigo, conversa praticamente de igual pra igual, diz que me ama todos os dias em português, que eu sou a melhor mãe do mundo e ainda por cima aprendeu a fazer uma massagem nas costas ótimas, ensinada por mim e está aprendendo a fazer exercícios de yoga.


E eu só posso me sentir feliz porisso, porque estou muito feliz em sentir finalmente que tenho valor, logo logo, ele não estará mais aqui, perto de mim, como eu não permaneci muito tempo com meus pais (sai de casa aos 19 anos e NUNCA mais voltei), estou mais participativa na vida dos meus filhos como nunca, percebi que esse caminho não tem volta mesmo, finalmente parei de reclamar, e estou até adorando talvez mais porque eles crescem rápido, e cada dia se transformam em pessoas, diga-se de passagem que possuem uma vida social, mais ativa que a minha.




Independente, assim ele será se a genética pender pro meu lado, desbravador do mundo, lá de fora e de dentro.


Mas enquanto isso, fico por aqui em 2007, um ano com certeza construído com muito aprendizado meu, aqui e agora.


Feliz aniversário Dimitri!

1 comment:

Alice Barreto said...

Parabens aos dois!