Friday, February 22, 2008

Tropa de Elite - Elite Squad


Tudo na vida tem o momento, a hora certa.
Bom, eu não sei se essas coisas vêm por acaso (nome do meu blog), a tal da coincidência.
Mas depois de fazer um coming back (a volta dos que não foram, porque sempre estive por aqui) na festa de pós carnaval, comecei a me envolver com o projeto de uma amiga (Lu Botelho), que começou a organizar festas nos Países Baixos.
As festas tem o nome de SORRIA, e como diz P...os brasileiros, muitos, não todos gostam muito de sair nas fotos, principalmente naquelas de capa do orkut, com um sorriso estampado na face, muitos comem M mas continuam sorrindo, acho que esse fato de sorrir, até na miséria...veio do continente africano, juntos com os escravos, na M nos navios, mas aqui chegaram e tiveram que mostrar os dentes, canelas magras, altivos, e dentes bons, sinal de qualidade da mão de obra, SORRIA, não estrague o seu dia.

O projeto se chama "Coisas do Brasil", que reúne, culinária - apesar de na noite as pessoas darem preferência a um hot dog vulgar(que aqui significa batata frita com maionese argh no final da noite), DJ's brasileiros que não tocam só o que os gringos querem ouvir e ou brasileiros saudosos da terra natal querem dançar, arte brasileira indígena (divulgação da Patropi shop), artes plásticas em geral. Não, o projeto é mais completo, mostrar a nossa cultura por aqui, dando ênfase pra novos talentos, novidades,moda, fazendo um tutti fruti, uma insalata mista, de tudo de novo que tem a ver pra mostrar, divulgar, prestigiar, dividir o que é nosso, pois aqui ainda temos aquela imagem futebol/carnaval/samba/café...e para os mais iniciados...bossa nova.

Eu entrei nessa e trabalhei na última festa(vide posting abaixos), apesar de já ter trabalhado em festas anteriores como hostess, me divirto e até centjes- dinheirinho amigo ganho *LOL*, sou perfeccionista e festa pra mim é assunto sério, ou eu me envolvo 100%, ou abandono o barco. Morando na Holanda, percebo que parcerias se fazem necessárias, assim como no Brasil, pessoas que trabalhei junto ou que eram "meus empregados", a maioria eram amigos, pessoas confiáveis.
Aqui minha network é diferente, porque meus amigos moram em cidades e até países diferentes, mas a internet ajuda muito a facilitar os contatos, no fundo dá tudo igual, um ajuda o outro, e assim nos tornamos fortes.

Galgando planos mais altos, mas não muito alto - vamos por partes - tudo por acaso...por meu holandês ser fluente, tanto na fala como na escrita, e farei o press-release da próxima festa, promovento pela primeira vez na Holanda, a vinda do mestre DJ do Funk Carioca:.Sany Pitbull (que nome, hein?)au au au.
Eu nunca o vi tocar, já o DJ Marlboro o conheço, e ele inclusive é amigo do produtor do Que fim levou Robin? Dudu Marote, uma grande corrente essa musical, que agora também tem uma banda e já se apresentou nas Oropas.

Coincidentemente minha amiga cineasta Sabrina Fidalgo está no Rio - ela mora em Berlim, e tentou vender o peixe do DJ Sany porque o mesmo estará fazendo em março uma tour na Europa pela segunda vez. Sabrina me mandou um email esses dias pra eu armar algum babado, com os dados do cara, links bacanas, fez a maior propaganda, porque ela é asim multi-mídia, animada, ex de um músico, o cara do Riovolt...jornalista, atriz, modelo, cantora, é realmente do babado, uma pessoa inteligentíssima, articulada sem ranço e jovem, 28 aninhos, uma pessoa que valoriza o que é bom, seu último projeto é um documentário sobre o Funk Carioca tendo como carro chefe e pano de fundo, o DJ Pitbull.
Ela está no Rio realizando sua obra, vamos aguardar com euforia, porque ela é mestre no assunto!
E ela mesmo conta comigo, conhece o meu passado, sabe que sou feliz assim...arregaçando as mangas.

Já Lu Botelho(Sorria), esteve em fevereiro no Brasil e também no Rio, e teve a oportunidade de ver o trabalho do Sany, ficou bem empolgada.
Fechou todas...dia 29 de março de 2008, o cara vai tocar em Amsterdã, e eu estou animadíssima porque tenho o gancho do filme Tropa de Elite que acabou de sair quentinho do forno na Europa pelo prêmio de melhor filme no festival de Berlim. O diretor Padilha foi pra casa, com o urso de Ouro...

Raramente leio jornais na net sobre o Brasil, peguei o hábito de ler jornais holandeses, belgas,ingleses, revistas...e pouco sei do que acontece no Brasil, mesmo hoje em dia com o mundo globalizado, procuro evitar estresses desnecessários.
Sempre gostei mais de me ater à assuntos culturais da minha cultura e cultura geral, e de vez em quando leio a Papagaio, que agora mudou de nome para Novas Fronteiras. Sou uma pessoa afinal, sem fronteiras, porque não só morei em dois continentes diferentes, mas não gosto muito de delimitar territórios e rotúlos, eu vou nesse turbilhão, arrastada pela corrente que me inspira. Eu sou eu...nasci assim, cresci assim...Na estadia de minhas amigas brasileiras aqui em dezembro/fevereiro tomei conhecimento do que significada a palavra torpedo: SMS...

Ir ao Brasil, pode esquecer...raramente vou. Só por obrigação, ou quando estou com muitas saudades, quando tenho sonhos e acordo: preciso ir ao Brasil, principalmente porque depois de ser mãe, não posso me dar ao luxo de fazer uso do lastminutes...a preparação é feita com muita antecedência, aproximadamente 6 meses, e somente quando as crianças têm férias de verão (julho e agosto = 6 semanas). Já acostumei. E no Brasil tenho amigos e familiares queridos, mas já não tenho mais pai nem mãe, tudo muda quando se é órfão, tudo muda quando se é mãe...e divorciada. Imigrar é assunto complicado.

Mas fico com inveja em saber das notícias sobre o filme: TROPA DE ELITE...porque no Brasil se pode comprar o DVD em qualquer camelô, e aqui nem temos pirataria, vou você faz você mesmo (baixa na net), ou espera a estréia, ou vai nos festivais anuais, ou fica como eu vendo fragmentos na net, YouTube e derivados, camelô aqui? Não existe.

Funk carioca, Tropa de Elite, Cidade de Deus...sinto que o Rio de Janeiro no Brasil sempre rouba a cena, pro bem (vide cidade Maravilhosa, cheia de encantos mil...(bla bla), o marketing do Rio no mundo é tremendo, gigantesco, o Rio está sempre na mídia.
Eu acho que o presidente Juscelino Kubistchek (falta letra?) deu um grande fora em transformar Brasília na capital federal, com exceção da arquitetura do Niemayer...
Ele devia deixar como estava, lá no Rio mesmo. Mas não, 48 anos depois...olha o que aconteceu com a cidade maravilhosa.

Pois dizem que mandou construir a capital, porque os burocratas do serviço público, queriam curtir a praia, e deixavam o trabalho de lado, no Rio era todo mundo preguiçoso, os funcionários públicos se jogavam nas cordas, ninguém queria trabalhar, será?
E agora???

O Rio de Janeiro se transformou nessa guerra civil "policia x (ladrão)traficamentes"...e o povo no fogo cruzado, salvem-se quem puder, muitos até acostumados com esse dia a dia e realidade, como nas guerras os campos minados, são as balas perdidas.
E quando isso vai parar?
Quem ganha com isso?
E essas armas todas?
E essa impunidade toda?
Por que o governo não cria vergonha na cara, e muda essa situação lançando não só planos FOME ZERO, mas ABAIXO A GUERRA, já?
Eu fui na passeata das DIRETAS, JÁ pra dar o direito do povo votar pra presidente, e sei que só um presidente não é Deus, não resolve o problema, mas a mentalidade tem de mudar, JÁ, pras próximas gerações.


Boris Casoy diz/dizia:

- É uma vergonha.

É muito mais do que isso, é um dos maiores problemas brasileiros, ao lado do salário de fome, corrupção dos políticos, mentalidade atrasada, diferença social, lei do Gérson, seca no Nordeste, impunidade de crimes de colarinho branco, ou crimes como o do "carinha" que botou fogo no índio no ponto de ônibus em Brasília, filho de grandão...das tais CPI'S, da Elite que acha que deve ficar como está, é só comprar carro blindado, morar em condomínios ultra seguros, visitar shoppings, tirar férias no exterior, achar que todos os mendigos, garotos de rua, são farinha do mesmo saco, preguiçosos, e a eterna desculpa: O BRASIL Não VAI MUDAR, NUNCA.


E quem matou Odette Roitmann, PC Farias?
Onde está o $ da poupança "roubado" do povo no governo Collor de Mello pelo plano econômico de Zélia.

O pai de um amigo na época, se enforcou no quintal...porque tinha vendido uma casa, e pôs o dinheiro na poupança, e eu nunca fui com a cara daquele almofadinha de cabelo com gel, o playbou "Collor"...a culpa é do Nordeste.
ACM morreu, 3 X Viva.
Talvez porisso que não leia notícias sobre o Brasil.
Eu adoro o Brasil, claro eu sou brasileira, e sou a primeira a defender o meu país por aqui, quando as pessoas falam que o Brasil é somente isso, uma bagunça, é bom ver filme brasileiro ganhando prêmio, mas só em pensar que essa é a realidade, a pura verdade, é muito triste.
Não entendo porque deixaram a cidade maravilhosa ficar desse jeito.
O coração do Brasil que é o Rio, está doente...há anos, com marca passo, ponte de safena, volta e meia tem uns enfartos do miocárdio.
E essa guerra, já se tornou NORMAL.

Tô louca pra ver o filme, estou louca pra conhecer pessoalmente Sany Pitbull, mas quero ficar longe das estatísticas da Organização dos direitos humanos, que diz que morreram mais gente no Brasil, do que na guerra do Iraque.

O jargão "É uma vergonha"...ainda pega bem nesses casos, fazer o quê?
Eu sinceramente não queria usar esse espaço pra reclamar, tampouco pra colocar a cabeça debaixo da terra como um avestruz.
Entre a cruz e a espada eu estou, depois de anos morando na segurança de um país no norte da Europa.

Temo as grandes cidades, temo pelos meus filhos, temo pelos inocentes.
Temo a polícia, temo o bandido, temo pelo pobre coitado que não tem nada a ver com o peixe, nasceu lá, mora lá, não sai de lá, nem quer sair, temo pela mídia que faz a cabeça da molecada, ai me tornei uma medrosa.

O faroeste continua por lá, bem longe de mim e o que eu quero é ser feliz, andar tranquilamente na favela em que eu (não) nasci...larilalá

No comments: