Friday, July 4, 2008

É hoje

Koen*Daan*Dimitri*Denzel*Jeroen


Um dos lados maravilhosos de ter filhos, é que acompanhamos todas as fases deles.
A fase inicial de ficar grávida, ter bebê e aprender na marraa nutrir, e cuidar - porque quando eles são bebês, eles só comem, bebem e há a troca de fraldas, o resto é deixar as horas passarem, e ficar olhando pro bebê, se sentir mal quando eles choram porque pode ser cólica ou dor de ouvido.

Vão crescendo um pouquinho, e ficam doentes, se vai frequentemente ao médico, tomam vacinas, se tira fotos, aprende a lidar com as aventuras diárias de mãe, mudanças na alimentação, na mudança do tamanho de roupas, se leva pra cima e pra baixo.

Marca-se um encontro por exemplo, e tem de ser cancelado na última hora, porque ficam com febre ou sei lá o que, e se tem irmão ou irmã, o trabalho e atenção duplica.
E tudo passa, rápido...vão crescendo, se desenvolvendo, virando gentinha, com suas próprias vidas, aprendendo a fazer tudo que nós já aprendemos, caminhar, falar, cantar, ler e escrever, brincar, ficar triste e alegre. E é você acompanhar ou não...mas ai estará perdendo a única chance de ver o caráter de uma criança se formando e do retorno da sua educação, assim na retaguarda. Sim, você está indo bem.

Se olho pro meu filho, reconheço muitas coisas em mim, quando criança. A maneira de se comunicar, de fazer amigos, de manter as amizades, a fome de aprender, e de observar o mundo ao redor.
Sempre fui uma pessoa, de muitas amizades. O leque sempre esteve aberto. Ficava na minha, mas queria ser amiga de umas crianças, e ia devagar...até conseguir ser amiga.
Outras aconteciam espontâneamente, batia como se diz, as crianças podem ser tímidas, mas se comunicam com a mesma linguagem.

Essa semana, foi uma semana cheia de afazeres de mãe.
Todos os dias da semana, corri pra lá e pra cá.
Adoro isso, fico busy e não tenho agora uma profissão, mas tenho uma ocupação, e procuro fazê-la da melhor forma possível, sou mestre no assunto da minha empresa que é a minha família, e estou sempre aprendendo a administrá-la.
Felizmente foi-se o tempo que eu me sentia uma mera dona-de-casa, porque escolhi ser mãe, e dona de casa à minha maneira, criando um ambiente feliz e na maioria das vezes harmônico.

Se mamãe está bem, tudo vai bem.
Não me preocupo mais com o futuro, estou colocando em prática técnicas para viver o hoje, e aceitando que tudo está bem como está e me divirto com isso.

Na escola de meu filho Lucas van Leyden, teve um show da classe dele, música e dança, todos foram convidados, pais, avós, parentes.
As crianças eram divididas em grupos. E Dimitri tocou no grupo de instrumentos africanos, já que o pai de um coleguinha Denzel veio da Nigéria.
Foi uma improvisação interessante. Mas o que me comoveu foi um colega dele chamado Jeroen, pronuncia-se Ierun.
Jeroen tem um sintetizador (de brinquedo), e fez sua apresentação solitária...e cheia de personalidade.
Compôs a letra e a música, e quando acabou eu só pude dizer:

Bravo!
Nem a mãe dele levantou na platéia, mas ele compôs uma música que diz muito do meu momento atual.


De mooiste dag van mijn levenDe mooiste dag van mijn leven
De mooiste dag van mijn leven
De mooiste dag van mijn leven

Wat gaan
Vandaag eten patat of panekoek
Ik doe het in mijn broek Aha!!!
De meisjes zieen achter me aan (en zo)

De mooiste dag van me leven
De mooiste dag van me leven
De mmoiste dag van me leven......is vandaag.

*tradução

O dia mais bonito de minha vida

O dia mais bonito de minha vida
O dia mais bonito de minha vida
O dia mais bonito de minha vida

Aaaaaaaah.......

O que vai?
Hoje como batata frita ou panqueca
Eu faço nas minhas calças (aha)
As meninas ficam me perseguindo etc

O dia mais bonito de minha vida(3x)

É HOJE.

1 comment:

Miguel Andrade said...

Deve ser bacaníssimo mesmo! E é só o começo :)