Thursday, May 10, 2007

Dias das mães


O "dia das mães" está chegando.

Todo sagrado segundo domingo de maio...no Brasil e na Holanda, as propagandas, o comércio, a induzão ao consumo. Ame sua mãe, compre um presente pra ela.
Bom, a minha já se foi há 10 anos, e o único presente que ela queria, era abraço.

Bom...eu como mãe, e muitas outras mães sabemos, que educar filhos, aguentar, criar, aturar, consolar, nutrir, limpar, divertir, se dedicar é uma tarefa contínua, desgastante, e dependendo das circunstâncias até angustiantes e desesperadoras.
Aquela de sempre: "Filhos melhor não tê-los...(...)"
Sou sózinha, e ser mãe sózinha de dois, é puxado e ponto, se você acha que eu estou reclamando, venha aqui trocar comigo por uns tempos.
E eu reclamo pra não ficar louca, porque eles brigam a maior parte do tempo em que estão juntos, como cão e gato.
Ah! Isso é normal...todo mundo diz.

- Pára!
- Você que começou.
- Eu não sou burra.
- Hoje você serve meu prato primeiro.
- Não, hoje sou eu o primeiro.
- Não sou eu.
- Eu.

Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhh manhê.

Naturalmente existem aqueles momentos maravilhosos, por exemplo quando eles estão dormindo, hahahahaha.
E no meu caso quando eles vão para casa de papai.
(Toma que o filho é teu).

Hoje chegou minha filha da escola com o "presente de dia das mães".
Imediatamente ela abriu a mochila e colocou o pacote dentro da geladeira - sim dentro da geladeira, e eu fingi que não percebi nada.

Meu filho chegou ontem com um canudo enrolado e uma fita, dizendo:
- Só abre no domingo, tá?

Conversando mais tarde com minha filha, ela sem querer falou que o que tinha dentro do pacote (chocolates), e imediatamente disse:
- Eu não falei nada né mãe?

- Claro que não filha, eu pelo menos não ouvi nada.

Hahahahaha....porisso a geladeira, então.
Maria Sílvia, uma amiga que tem três filhas "lindas", quanda alguém as elogia ela diz:
- Quer comprar? Tô vendendo.

Ao buscar meu filho na escola hoje havia prometido de ver o horário do filme na internet que ele tanto quer ver, SPIDER MAN 3 - onde o homem aranha tem uma versão preta também (deve ser o vilão, o mal).
Como um dos cinemas que passam filmes blockbuster, é perto da escola do meu filho, achei mas prático ir até lá, e ver os horários e se era dublado em holandês, nos cartazes nas vitrines.
Chegando lá, me deparei com a realidade dura.

- Idade: a partir dos 12 anos.

Expliquei pra ele que só a partir dos 12 anos, e que também era inglês.

Ele começou ficar em pânico e perguntou:

- Por que? Quantos anos são 12(doze), twaalf - falei em holandês, porque quando ele "não quer" entender português ele se faz de salame (como diziam "lá em casa"), fazer de salame pra ser cortado. E eu falei que era somente para crianças maiores, nada a fazer.

- Mas por quê?

Porque tem violência, agressividade, maldade, cenas impróprias pra sua idade, etc...

Ele responde:

- Eu gosto de VIOLÊNCIA mãe, digo, do Spider man.

A violência fantasiosa, do Nintendo e do jogo do Spider man, comprado por mim.
Da televisão, e de todos os vídeos, com armas de fogos, combatendo os inimigos, pra colecionar pontos(score), da roupa de spider man que ele tem, do livro de spider man (com fotos - livros de lembrança dos coleguinhas), com a mochila do Batman, com a roupa de xerife, as armas de xerife, com as espadas e roupas de cavaleiro, com os vários brinquedos pra menino que fazem menção a uma violência subjetiva porque é no mundo da fantasia...ah! é o mundo da fantasia, uma preparação para o homem do futuro. E pras guerras do futuro..., as agressões do futuro, a violência, a competição, a força, a vitória, OPODER!
Fucking hell...será que uma mãe merece?


Chorou, chorou muito....falou que o mundo não era justo, que ia usar um sapato pra ficar alto.
E eu disse:

- Depois compramos o DVD...(assim que sair), mas ele quer ir ao cinema.

Até que eu pensei em falar com o porteiro.
Quem sabe aqui na Holanda, não é "impróprio" para menores...
Quem sabe algum jeitinho brasileiro qualquer???

Só para fazê-lo FELIZ.

E isso é ser mãe.

Ter o coração cortado, quando a infelicidade bate na porta dos nossos "pequenos" bebês, nas primeiras frustações, inevitáveis, na (espero) longa jornada da vida.
Enquanto isso minha filha pergunta a todo instante:

- Heb je mijn cadeautje niet gezien, hè? (Você não viu meu presente, né?)

e eu respondo:

- Claro que não filha.

2 comments:

Beth Blue said...

ser mãe não é bolinho (parafraseando Bebete). Liam assistiu os DVDs do Spider Man 1 e 2 na casa do pai, quando vieram aqui pra casa assisti com ele 1 vez e guardei-os para sempre - ou até ele completar uns 10 anos (de preferência 12). complicado isso, né...mas o filme tem violência sim (mesmo que nem sempre gratuita) e não quero que meu filho cresça achando violência a coisa mais natural do mundo, nee, nee, nee. No mais, ele comprou meu presente domingo passado no Blijdorp mas também não resistiu e me contou o que era naquela mesma noite (eu fingi que esqueci, claro). beijos e aguenta firme por ai...

Beth Blue said...
This comment has been removed by the author.

Tchau querida!

Não estamos alegres, é certo, mas também por que razão haveríamos de ficar tristes? O mar da história é agitado. As ameaças e as gue...