Friday, May 25, 2007

Fofoca virtual


Pois é, uma coisa é fofoca, outra desabafo.


Às vezes a fofoca fica ali ali no limite entre o desabafo.


Hoje minha garganta dói muito, peguei uma gripe horrorosa, que ainda posso fazer algumas coisas, principalmente as virtuais.


Ultimamente estou ocupada com outras coisas - virtuais também, como meu brinquedo novo que é o My Space, queria dar um esclarecimento de minha ausência, não satisfação tá?


Estou gostando de lá, até mais do que o orkut, porque chega um determinado momento que se você não se cuidar, fica acomodado, não procura mais amigos, as comunidades legais viraram casas fantasmas, muita coisa já foi dita.


Não querer mais fazer amizades, não postar nas comunidades porque muitas estão jogada as traças, e acima de tudo, a quantidade de de spams que estão aparecendo por lá, fazem perder toda a graça na brincadeira. É dietas pra emagrecer, safadinhas da net, convites de festas e exposições, parece a peste, e quanto mais amigo "cool" você tem pior.




A moda do apaga scrap (recado) no orkut pegou, pra evitar de as pessoas lerem scraps alheios, de amigos, conhecidos, nunca vistos...mas que no mundo virtual tem algum significado, e importância relacionada a vida real da pessoal originando muitas vezes, inveja, fofoca, brigas, desavenças.


Complicado???


Não.




O povo brasileiro é fofoqueiro e nossa fofoca veio de Portugal, pois a fofoca existe desde o princípio da humanidade, não é propriamente uma palavra de nosso vocabulário.


Meu irmão me explicou muito bem, o significado desse "fato social histórico", e do que cada conto aumenta um ponto, está lá em Portugal. Sim o meu irmão morou anos em Portugal, e depois morou em Londres e depois voltou pra Portugal, é um atento observador, interessado na arte do conhecimento.


Quando acontece um acidente de trânsito, "eles" estão lá para saberem o que ocorreu, não necessariamente pra ajudar os moribumdos, mas pra ter assunto pra contar, em casa, no barbeiro, na padaria, etc...era assim que vinham as informações antigamente.

Quando existe uma fila grande, eles falam fila agora em Portugal por causa das novelas brasileiras, e acontece algo no início da fila, o rumor chega bem rápido ao final da fila.

No filme Greese quando a mocinha número dois fica grávida, todo mundo fica sabendo quando ela chega no fim do papo, todos os carros e galera já estava a par do assunto.




Já no Brasil as lavadeiras de antigamente contavam suas vidas privadas no tanque coletivo, que era a "sanga" onde lavavam. Talvez até devia rolar muita fofoca, mas muito desabafo, porque fofoca não é um tipo de assunto que só se fala nisso, todos os dias...tem de ser de vez em quando "pra ser legal".

Os brasileiros fofocam e falam mal no orkut, mas falam mal e fofocam dos brasileiros quando eles falam português em comunidade de outro idioma, esses "brasileiros".



Mas estou aqui pra dizer que a fofoca corrói, a nossa fofoca é típica de países em que a palavra malícia existe. Países como a Holanda que são abertos ao diálogo, onde o progresso social chegou até o cúmulo de proteger até a privacidade de partido político de pedófilos, por causa da lei de privacidade, é assim na Holanda.


Esse respeito a individualidade de uma pessoa estou aprendendo até hoje. E principalmente eu que sempre tive minha "lingua solta"(seria por causa da bipolaridade?), faz parte do meu caráter? Estou aprendendo também a fechar uma questão, ignorando, calando.


Se tenho a necessidade de falar algo que não estou muito certa se deveria, falo pras paredes, comigo no espelho, que nem uma louca mesmo, mas funciona.




Escrevo emails e não mando, coloco na pasta de concept/draft, e assim desabafo, e também funciona.


Claro que continuo dando minhas alfinetadas aqui e ali, porque ninguém é de ferro.


Mas fofoca, principalmente de orkut, dessas estou livre, ninguém mais me pega.


Privacidade aqui é assunto sério.


E fofoca aqui, é coisa de índio, claro o índio no sentido de não civilizado.


As brasileiras, mulheres fofocam muito, eis porque eu sempre procurei, ficar longe das panelas de mulheres brasileiras no exterior. Até andei me engraçando uns tempos atrás no início do orkut: mas só me dei mal, aliás ME DEI BEM, porque há males que vêm pra bem.


E nesse caso me dei bem...sempre falei o que quis falar, muitas pessoas não querem ouvir, mas que eu falava, eu falava......mas não pelas costas, na frente.


E quem gosta? As pessoas gostam dos três beijinhos, tapinho nas costas, falar que o visual é "tudo", mas realmente o conteúdo, os problemas, ninguém quer saber. A maioria das pessoas estão ocupadas com os egos próprios, e quanto mais você receber o aval de "boa gente" tanto melhor pra você(elas no caso), e nas costas, ela tá gorda, ela tá desempregada, casou por dinheiro, é louca, o marido dela é um banana, etc.




Só estou moderada hoje, porque tomo lítio, porque senão estaria fazendo a mesma coisa.


A gente sofre, amizades dúbias vão pelos ares, mas é tudo pra aprender quem são os verdadeiros amigos, e saber que as pessoas jogam joguinhos o tempo todo, querem ganhar e assim vamos levando nossa vidinha no primeiro mundo (que os holandeses não chamam de primeiro mundo).




Eu acredito que a fofoca começa dentro de uma mente ingênua, ignorante, sem percepção do mundo ao redor, ou com uma percepção limitada, e mesmo com uma pitada de más intenções, que seriam as segundas intenções, e acaba virando boato, e o que é pior de tudo difamação, quando os limites são estrapolados.


O score( que comparo aos minutos de alegria e contentamento quando se conta algo dito como fofoca, ou que acaba virando fofoca que dura por pouco tempo), mas o efeito negativo, pode durar uma vida inteira, ou no mínimo te causar uma bruta dor de cabeça.


Eu prefiro assistir futebol na televisão com uma cerveja Palm na mão.

7 comments:

Beth Blue said...

gostei do texto! e como você, também me dei bem. sobrevivi as fofocas e disse-me-disse do orkut e ainda aprendi de uma vez por todas a separar o joio do trigo (parece simples mas não é). amigos agora, só os de verdade! beijos

Antonio Fontelles said...

Nossa, falou e disse! Eu assinaria embaixo!
Beijo, A.

Miguel Andrade said...

a gente vai aprendendo um pouco daqui, um pouco dali... Tenho mania de achar tudo normal e dar risada de tudo. É aí que me dano! Segredo é uma coisa, recontar fatos engraçados ou tentar transformar coisas corriqueiras em interessantes é outra. Uch, eu passei a me incomodar bastante com orkut também. Muita gente sem nada de legal pra fazer não pode dar em boa coisa. O Myspace só ameacei, mas o Flickr se tornou um vicio. Meu ano novo conectado com o povo de lá foi inesquecível! Abraços

Arnild said...

Também assino embaixo!

This Is So Julia! said...

A fofoca é a grande praga da humanidade!

Anonymous said...

......ai Bebete to adorando seu blog, e também comparto contigo.eu procuro estar longe de fofocas e de fofoqueiras!beijos
vilma

Vermelha e Ardida said...

A tal da fofoca, ou apenas exposição me fez sair do orkut 2 vezes.. e agora resolvi passar o peneirão, ainda assim, mais perto que a gente imagina tem pessoas fofoqueiras - que adoram uma "novidade". Tô evitando tudo, falar, ouvir, fuxicar... tenho orkut mas ultimamente tenho cuidado é do meu somente, azar dos outros. Qdo enjoar vou tomar uma cerveja como vc, mas ver vôlei que eu acho mais legal heheh
M bom o texto.
Bjins