Wednesday, March 7, 2007

SEX SHOP - the blue mini-rabbit


Ontem fui encontrar com uma amigas em Amsterdã.

Fui pela manhã, porque na terça tenho uma "babá' fixa
e posso voltar pra casa às 17:30, uma beleza tempo só pra mim e minhas vontades, pegar um trem um livro, fui lendo A brilliant Madness - living with manic-depressive illness (Patty Duke & Gloria Hochman), par perfeito pra viagem.


Fomos a um grandCafé na Rembrandtplein, depois fomos lanchar no La Placé, que sempre tem uns sanduíches naturais, mas não tinha coca zero só pepsi max...e infelizmente não podia fumar, e aquela coisa normal de pagara banheiro, que já faz parte da rotina
Adorei o canudo três cores, e antes disso passamos numa sex-shop (women friendly). aliás não só passamos como entramos, e ficamos admirando a parafernália de coisas, analisando materiais, tamanhos, necessidades, utilidades, as diferenças entre brinquedos e o material humano....o outro.

Não que eu seja uma pessoa despudorada, talvez eu fale mais de minha privacidade do que deveria ou comparado aos outros que acham que é tabu ou se envergonham de falar sobre sexo, eu não, mas falo porque tive uma educação católica, que me deixou ficar bem atrás, e sempre me sentia culpada disso ou daquilo, até finalmente conseguir me "libertar" e por conseguinte liberar a sexualidade que todos nós temos. Hoje graças, tenho desenvoltura, e falo normalmente sobre meu sex-drive, a propósito, high e aprendi a me comunicar com o meu próprio corpo, e ver o que é bom pra mim, emoções e sensações é muito importante, não somente vibradores, ou mãos ou pênis. Mas sexo pode ser uma atividade espiritual, dependendo do ângulo que você vê.


Nesses tempos, que não estou com um partner fixo, o negócio é ir se divertir do jeito que dá, em sex-shops com os absurdos que existem por lá, é bom, mas não é o suficiente, pelo menos pra mim, porque carinho, calor humano é muito mais importante, e com a pessoa que você ama e se dá bem...eu digo, tem uma conexão total, é muito mais enriquecedor.
Somente aqueles que tiveram uma sensação assim com seus partners sabem do que estou falando.


Parecíamos três marocas, mas eu achei engraçado, e ainda quero comprar um Tarzan pra mim, será que terei economizar muito, porque é caro? Sim, está na minha lista. E se você não souber o que é um Tarzan, eu te explixo....hoje em dia tem o google também, não quero que você core, quero que você se libere.


Tenho apenas três vibradores, e o meu predileto é o Brad....Pitt, o mais comum que existe, ponto contei meu segredo.


Foi legal ontem, e não se preocupem meninas eu não vou dar nome aos bois, ou as vacas, hihihi.
Mas se alguém quiser uma informação, confidencial...é só me perguntar, ou simplesmente quiser conversar.
Uma das amigas precisou ir - buscar as filhas na escola, e ficou eu e outra e fomos ao de Jaren tomar um expresso...que delícia. Sempre gosto de ir lá, e se você não é daqui vale mesmo uma visita.
E o assunto vai, e acho que nós mulheres nos deixamos levar muito pelos outros, etiqueta, moral e bons costumes, educação ,é tudo às vezes tão 8 ou 80.
Enfim...


Esse ai da foto é o vibrator chamado - the blue mini-rabbit.


Tenho a leve impressão que os fabricantes, estão me tirando um sarro, com esse nome.



hahahahahahahahahahahhahahahaha



Girlzzzzzzzzzzz just wanna have fun....que nada estou saíndo pra votar agora.
É época de eleição de província na Holanda, vou votar no PvdA (partido dos trabalhadores).

No comments:

Tchau querida!

Não estamos alegres, é certo, mas também por que razão haveríamos de ficar tristes? O mar da história é agitado. As ameaças e as gue...