Thursday, April 5, 2007

Porre sem bebida


Só pra nao esquecer...um dia eu disse isso e gostei.
Minha vida tá ficando assim, tá tudo direitinho, tudo no seu lugar,
tudo bonitinho, mas tá um porre...um porre sem bebida. É como se
cada dia fosse igual, apesar deles serem diferentes, todo santo dia a lenga lenga, me sinto uma fábrica(linha de montagem), conversas ao telefone, internet, crianças, afazeres domésticos, administração da casa, preencher formulários, de vez em quando chove...de vez em quando faz sol, duas vezes por semana colocar o lixo lá fora, sim porque se eu esquecer o lixo tem que ficar parado dentro do saco, dentro de casa. arghhhhhhhhhh, terapia, médico das crianças, fonoaudiólogo, oculista.
O pneu da bicicleta às vezes fica murcho, tenho "amiguinhos virtuais" e amigos reais, tenho que fazer a manutenção dos amigos, telefonar aqui, mandar um scrap ali, responder o email acolá, aliás põe emails nisso.
Tem muita goiabada pra pouco queijo que nem fala uma amiga, essa é a versão dela. E as pessoas estão cada vez mais sózinhas, sem tempo.
E pra mim tá muito porre pra pouca bebida.

As pessoas não se dão conta e dizem

- Eu bebo socialmente. E bebida tem gosto bom???
- Esse é um bom vinho. (Também sei apreciar vinho), mas as pessoas bebem, pra ficar bêbadas, e não pra ficar sóbrias, porque álcool é alcool, e quanto maior o teor alcóolico maior o perigo. Mas bebida é bebida, é social...porque é permitido, e muitos mantêm o controle até, mas que saem do estado sóbrio saem, e fazem suas vidas um pouco mais "alegrinhas".

Beber socialmente é beber limonada, sem cachaça, são duas doses de whisky, 3 cervejas a tarde, e uma garrafa de vinho no jantar.
E no outro dia, o contrário...vamos bebemorar algo...sempre há um bom motivo ou motivo fraco pra abrir alguma garrafa, e se não tem motivo, é beber porque tá com vontade.
Não ouço dizer, abri uma coca light pra comemorar, ou vão cheirar uma branquinha da boa, e só se for no Brasil, porque a qualidade é uma porcaria, muito longe de Cochabamba.
Não eu não cheiro MAIS cocaína...eu me podo! Eu digo não as drogas! Argh......mas tomo um monte de remédios, arghhhhhh! Logo logo vou arrancar todos os cabelos, e o cabelereiro irá a falência comigo.

No fundo eu tenho inveja de pessoas que bebem mesmo(não passam mal), e não pensam que no dia de amanhã, aliás no dia seguinte, elas terão pele seca, tudo seco por dentro, um bafo horroroso (é o delas e não o do outro), vão dar vexame, brigar com todo mundo, fazer o que não deve, e vão esquecer tudo no outro dia e até as chaves de casa, a bolsa, a carteira, o passaporte europeu (esse dói) e pra quem abriu as perdas sem camisinha e a longo prazo uma cirrose hepática de leve. Tudo culpa da bebida. Ah! Elas estão vivendo, e eu me comportando.
Sim, queria ser essa pessoa solta, mas não...perder o controle não é comigo, mas tenho que aguentar o porre de água.

E se alguém disser:

- Lembra o que você fez "aquilo"?

- Eu? Não lembro.

E assim vai, elas bebem, fazem, e não lembram.
Amnésia total, e eu bem que deveria ter descoberto esse método antes, na época que namorei aquele cachorro, aliás aquele coelho, porque assim, depois de 3 anos, eu nem ia lembrar que ele existe. kkkkkkkk. E só não conto o que uma amiga fez no final de semana passada, porque ela pode ler isso aqui e nao gostar. Ponto pra ela.
Mas nada enquanto eu aqui, não bebo, e fico lembrando de todas as coisas que fiz, que não fiz, e que não tenho coragem de fazer, que deveria ter feito e fiz o contrário, tudo por medo de não perder a pose, ter controle sob
tudo e todos, cheia de responsabilidades.

Que porre!

A vida tá muito chata, e tenho que me cuidar com as palavras, cuidar com os remédios estabilizadores de humor, fazer o controle de sangue periódico, cuidar dos amigos próximos, cuidar pra agradar a todos, cuidar pras crianças chegarem na hora na escola, cuidar pra eles comerem um bom lanche, cuidar se o pneu da bicicleta não tá esvaziando, recarregar todas as baterias possíveis e imagináveis(celular/digital/ipod/escova de dentes elétricas), ter a geladeira sempre recheada, todas as contas pagas, lembrar dos aniversários sempre, porreeeeeeeee.

Amanhã mesmo, vou abrir aquela garrafa de vodka Absolut Raspberry, que meu amigo Pier trouxe quando esteve na Escandinávia. Porque porre sem bebida,
eu não aguento mais.

2 comments:

Felipe Junior Pereira said...

Muito bom o blog,meu amigo que recomendo,ai vir conferir e eu vou recomendar tb,e acompanha..me recomendaro esse site de rastreamento pois eu tava precisando de um rastreador http://rastreamentodecelular.net sera que é bom? rsrsrsrs abraços..parabens pelo blog

Bebete Indarte said...

Obrigada Felipe, nossa...cheio de erros, mas até eu dei umas risadas com essa postagem. Um abraço.